domingo, 26 de outubro de 2014

Rádio General Electric modelo K-52 (Rádio Capelinha)

Olá Amigos;

Um esclarecimento geral: Eu não faço eleição de rádio fácil ou difícil....cada aparelho é um desafio novo e muitas vezes, varo semanas estudando um caso que seja insólito... essa semana, por exemplo, foi semana de decisões na Officina onde coloquei em andamento rádios que estavam parados há algum tempo, terminei outros, iniciei alguns e convivi com as duas pontas do ICE-BERG da tecnologia eletrônica.
Entre as decisões, mais nada, nada mesmo do foi produzido de 1984  para os dias atuais(com raras concessões avaliadas por e-mail prévio),  será sequer aceito na Officina... Os meados dos anos 80 a tecnologia estava em transição para o digital e milhões de CI´s(Circuitos Integrados) foram desenvolvidos para finalidades muito específicas e, logo, desapareceram do mercado...sobre isso tratarei em postagens posteriores...vamos ao "Causo do Dia"....

Estava caçando algum reparo "mais rápido" para encaixar entre as horas que ia ainda ficar na Officina quando me lembrei desse GE K52, que veio para uma revisão, limpeza, calibração e polimento....seria algo simples e rápido...ledo engano quando a gente não compara as tecnologias muito passadas...

Esse rádio já era considerado um Superheterodino pois possui um canal de FI, valvulas arcaicas de 2,5Volts de filamento e corrente alta... sua série de valvulas é: 58, 2A7, 57, 2A5 e a unica valvula de 5 Volts de filamento, uma heróica 80. Ele sintoniza uma faixa de Ondas Médias de 550 à 1500 Kilohertz e uma outra de 1400 à 2800 kilohertz...muito legal mesmo....

Existem informações e deixei o que restaurei, mais bonito que o do site:Rádio Museun (clique e veja).

Em algum momento de sua existência(ele é de 1932/1933), ele sofreu uma "reforma"...daquelas bem feitinhas por um "Pé-de-Porco" que deveria amar tinta purpurina....e ele não poupou tinta...vamos ver?


 Muita poeira...segundo informações do dono, há mais de 30 anos ninguém mexia no coitado do rádio...
 Ainda bem que meu antecessor não pintou o selo GE...ia ser dificil reproduzir....mas ele contornou direitinho com a tinta....
 Muita Poeira e emendas para todos os lados...fita crepe com mais de 40 anos....histórico....rsrsrsrs
 Por outro ângulo
 Por baixo, o rádio foi poupado da Purpurina...
 Capacitores e resistores, TODOS com grandes diferenças da originalidade...TODOS alterados...
 Começando à desmontar...
 Sujinho, não????
 Retirei o capacitor eletrolítico original para, dentro do velho, inserir novos elementos...
 Eis uma das blindagens pintada pelo meu antecessor...acredito que por volta dos anos 60...
 Outra Caneca ou blindagem...essas são de ferro...

Vamos começar essa Restauração????

 Chassis Limpo, blindagens polidas e tudo envernizado...valvulas testadas, transformador de energia pintado....
 Reprodução dos Selos....horas no Corel...kkk o desenho do capacitor eu "puxei" de um capacitor GE que estava à venda no EBAY....ampliei a imagem e desenhei o adesivo que instalei nesse menino....
 O Selo pode ser comparado com o original lá em cima....
 Por cima...tudo ficando bonitinho....
 Olha aí o Capacitorzão.....bonito e em uso novamente....
 Ao virar o radio de cabeça para baixo dava até tristeza...kkkk
 Mas, vamos encarar....componentes por cima, por baixo, de ladinho....kkkk uma delícia.....kkkkk
 Amaciando o Cone....não achei que ia dar resultado....estava raspando...mas deu certo!!! OBAA!!!
 Recolocando o Falante...me antecessor não tinha posto a porca de sustentação...acho que perdeu e, por ser um Rádio Americano a medida não era em milimetros como hoje e sem em polegadas....precisei passar o cossinete para adaptar uma porca mais próxima....como sou chato, usei uma porca de INOX...kkkk
 Uma capinha nos fios novos do falante.....
 Os lugares dos capacitores....ah, os lugares...cada espinho deixado no caminho.....rsrsrsr...
 Olhem esse que grudou na bobina com os anos...para separa-los nem mesmo macumba....kkkk
 Olha ele fora...era para ser de 80K...estava dando 225K, quase 3X mais.....
 Eletrônica revisada..todinha....não ficou nada de lado...vamos pra caixa?
 Esse é o escudo do lado do dial..
 Esse é o escudo da Logo Marca....bonito, não??? Que capricho tinham os antigos....
 Para remover cuidadosamente algo instalado há mais de 80 anos, só usando meu bom e querido Bisturi...
 Aqui, com uma ferramenta de dentista e o bisturi, estou recolando as folhas de madeira que estavam soltas...
 Limpeza quimica e "física" dos escudos...precisei usar uma roda de latão para não agredir o material que, depois, para evitar o escurecimento ou oxidação, foram envernizados...
 A caixa foi lixada com gramatura 1200 e encerada, depois escovada....
 Caixa Pronta....
 Rádio na Caixa.....
 Detalhe dos fios com "tecido" que utilizei para dar um ar de antigão....mas por dentro novos fios seguros e com isolação dentro dos padrões de segurança...
 Foto sem Flash da frente do rádio...
 Os fios....ah, os fios.....kkkkkk

Menino pronto, montado....ficou coberto até a chegada do dono que estava numa ansiedade danada e veio buscar o rádio nesse domingo de eleição para presidente....aliás sã 20:07...ouço Francisco Alves em nosso Clube do Rei Especial de Domingo, na Rádio Web Saudade....quem será que está ganhando na apuração????

Amanhã eu conto mais....kkkkk...estou de bom humor hoje, coisa rara ultimamente...acho que é porque tivemos um domingo de chuva e eu dormi 3 horas inteiras.....kkkkkk

Obrigado por me acompanhar em mais essa Restauração...Um Rádio Restaurado é um capitulo a mais da nossa História preservado....



Officina do Rádio Antigo. (16)3412-6692 Rua Dona Alexandrina, No. 398 - Centro São Carlos - SP CEP 13560-290 officinadoradio@gmail.com

4 comentários:

Carlos Dantas disse...

Mais um recuperado, e pronto para entrar para a História. Lindo trabalho.

Anônimo disse...

Feliz GE que por suas talentosas e perfeccionistas mãos ressurgiu belo e a todo vapor como nos anos 30 em que foi tão desejado e utilizado.
Parabéns meu amigo por esse seu ofício singular, pela sua preocupação com as vidas por trás dos rádios, pelo respeito e compreensão com a ansiedade de seus donos.

Um ótimo e admirável trabalho! Lhe desejo cada vez mais êxito e prazer em suas atividades.

Thiago Escorcio/SG

Rodrigo disse...

Cara, é incrível ver do que os pés de porco são capazes. Parece que eles iam trocando as peças sem qualquer critério, até que o rádio funcionasse (mal). Mas, mais incrível é a qualidade da sua restauração. Parabéns!

Anônimo disse...

Creio que levantarmos aqui a grandiosa capacidade técnica, perfeccionismo, experiência e dom que possui Indalécio Oliveira, é como se diz “chover no molhado”, ele é uma referência internacional no ofício da restauração de rádios antigos e isso é indiscutível e pacífico.

Queria neste comentário, apontar para outros aspectos deste profissional.
Por traz do restaurador incrível, temos um ser humano singular, que sempre está pensando e vislumbrando além do equipamento defeituoso e às vezes destruído que lhe é entregue. Sua mente está sempre suplantada na vida das pessoas por trás destes rádios, e o que eles representam ou representaram na vida deles, o quão foram importantes para as famílias, o quanto este objeto radiofônico representa para os que herdaram, trazendo as lembranças das pessoas amadas que deles fizeram seu instrumento de informação e entretenimento, ou mesmo o resgate que muitos querem fazer de um tempo que não puderam viver.

A de se ressaltar sua dedicação incansável e até exagerada em fazer sempre além do melhor, nem que para isso precise aprender técnicas novas para atingir a perfeição que ele deseja ao aparelho de seu cliente, ficar acordado 72h ininterruptas. Um ser humano que chega a exaustão, que abre mão do convívio da família, que adoece, que garimpa componentes dentro e fora do país, que fabrica componentes para garantir originalidade, que recebe milhares de solicitações e cobranças (justas ou não), que é pai, que é filho, esposo, que tem problemas financeiros, que é insultado, que sofre calotes, que tem sonhos (por exemplo a criação de um museu), que tem defeitos.

Em suma, o que gostaria de marcar a todos os visitantes deste blog, amigos, clientes (bons e maus), que estamos lidando com um profissional raro e top de linha, mas que é de carne e osso como todos nós, apaixonado pela profissão, mas que sofre como qualquer um de nós com as cobranças desleais da vida e as limitações humanas inerentes a qualquer um de nós.

Em nome de seus amigos e clientes, ratifico nossa admiração ao que você faz, mas principalmente a quem você é!

Muito obrigado por tudo o que você já fez, está fazendo e ainda fará.

Thiago Escorcio SG/RJ